domingo, 11 de dezembro de 2011

ANTEPASSADOS


Esse é o resultado das descobertas dos meus "antepassados diretos" até os dias atuais!


domingo, 27 de março de 2011

MINHAS RAÍZES - A PROCURA (parte 10) – Famílias e seus registros de entrada.

Aqui está o resumo por ordem de chegada ao Brasil de todas as famílias dos meus antepassados de imigrantes italianos e austríacos:

Dados dos registros da Hospedaria dos Imigrantes de São Paulo.

FAMÍLIA LORENZINI
31/05/1891 - Navio vapor Bourgogne - aportado em Santos-SP

Antonia Cappelletti Lorenzini, 51 anos, viúva - mãe
Silvia Cattarina, 12 anos - filha
Antonio Valentino, 10 anos - filho
*Angelo Maria, 14 anos - filho (meu bisavô)
Davide Daniele Domenico, 23 anos - filho

FAMÍLIA ALDRIGHI
21/09/1891 - Navio vapor Santa Fé - aportado em Santos-SP

Gerardo Aldrighi, 38 anos - marido (meu trisavô)
Angela, 27 anos - esposa (madrasta das crianças)
Angelo, 10 anos - filho
*Adele, 8 anos - filha (minha bisavó)
Maria, 4 anos - filha

FAMÍLIA FIOCCO
22/09/1891 - Navio vapor Sírio - aportado em Santos, vindo do Rio de Janeiro-RJ

Melchiorre (Gaspare) Fiocco, 53 anos - marido (meu trisavô)
Maria, 53 anos - esposa
*Rodolfo, 20 anos - filho (meu bisavô)
Vittoria, 17 anos - filha

FAMÍLIA CERIBELLI
05/10/1891 - Navio vapor Caffaro - aportado em Santos-SP

Antonio Ceribelli, 53 anos - marido (meu trisavô)
Angela Colleoni Ceribelli, 49 anos - esposa (minha trisavó)
Giaccomo, 26 anos - filho
Alessandro, 21 anos - filho
Massimo, 19 anos - filho
Isaia Giuseppe, 17 anos - filho
*Maria, 14 anos - filha (minha bisavó)
Francesca, 12 anos - filha
Cecilia, 6 anos - filha

segunda-feira, 14 de março de 2011

MINHAS RAÍZES - A PROCURA (parte 09) – A descoberta das últimas chegadas.

Ontem descobri enfim a data de chegada e porto de entrada de 2 dos meus anteapassados que estava faltando eu descobrir.
Graças à disponibilização completa do banco de dados no site do Arquivo Público do Estado de São Paulo.
Eu tenho procurado esses registros de entrada há pelo menos 5 anos e não conseguia achar, pela forma que o antigo site do Memorial do Imigrante disponibilizava o banco de dados. Não era possível buscar por nomes. Apenas por sobrenome e nome + sobrenome.
A possibilidade de achá-los era muito difícil . Vou dar um exemplo:
O meu trisavô foi grafado com inúmeros nomes, e em diferentes registros que encontrei, fora o sobrenome:

Nome correto: MELCHIORRE FIOCCO.
Nome que ele foi registrado na hospedaria: Gaspare Froco. (talvez seja um nome composto: Melchiorre Gaspare Fiocco)

Agora imagine as possibilidades de nomes somadas ao sobrenome: Melchiore, Melchiorre, Marchiore, Marchiori, Marchior, Marcheori, Martióro, Matioro, Gaspar, Gaspero, Gaspare, Gaspari, Fiocco, Fioco, Fiaco, Fisco, Focco, Ficco, Fiocchi, Fiochi, Fioche, Froco, Floco, e assim por diante. As combinações eram milhares.
Acabei encontrando também o registro de outro trisavô:

Nome correto: GERARDO ALDRIGHI.
Foi registrado no livro da hospedaria como Gerardo Andrighi:
Vou resumir todas as entradas das minhas 4 famílias de imigrantes italianos antepassados.